Site Overlay

Auxílio emergencial: Caixa antecipa saques da 2ª parcela; veja as novas datas

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (13), a antecipação do calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial para os beneficiários nascidos entre fevereiro e dezembro.

O pagamento por meio da conta Poupança Digital, no aplicativo Caixa Tem, estava marcado para finalizar no dia 16 de junho, mas agora concluirá no dia 30 de maio. Os beneficiários nascidos em janeiro devem receber a segunda parcela neste domingo (16).

Já o saque e transferência ocorrerá a partir do dia 31 de maio e finalizará em 17 de junho, de acordo com a data de aniversário do beneficiário.

Está não é a primeira vez que a Caixa antecipa o pagamento do auxílio emergencial, a primeira parcela também sofreu alterações adiantando o pagamento em cerca de duas semanas.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, a instituição não mede esforços para auxiliar os brasileiros. “Com o que aprendemos ano passado, somado ao que estamos vivenciando neste momento, temos a certeza que podemos fazer essa antecipação com segurança, respeitando todos os protocolos de enfrentamento da covid-19”, afirmou em nota.

Veja as novas datas de pagamento:

imagem13-05-2021-23-05-43

E o Bolsa Família?

Para os beneficiários do Bolsa Família nada muda. O calendário do Auxílio Emergencial 2021 permanece com as mesmas datas do benefício regular.

Aqueles que recebem o benefício por meio da Conta Digital, podem movimentar os recursos pelo aplicativo Caixa Tem e nas lotéricas, ou fazer o saque por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

Quem tem direito a receber?

Segundo as novas regras estabelecidas pela Medida Provisória 1.039/2021, tem direito a receber o auxílio emergencial as famílias com renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300), desde que a renda por cada membro seja inferior a um salário mínimo (R$ 1100).

O beneficiários são aqueles que foram considerados elegíveis até o mês de dezembro de 2020.

O valor médio do benefício será de R$ 250, mas pode mudar entre R$ 150 e R$ 375 de acordo com o perfil da pessoa e composição da sua família. Veja seguir:

  • Família monoparental chefiada por uma mulher receberá R$ 375
  • Famílias em geral devem receber R$ 250
  • Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150