Site Overlay

Primeiro ETF de bitcoin da América Latina, QBTC11 chega à B3 dia 23 de junho

Em breve, investidores poderão aplicar seu dinheiro apenas em bitcoin por meio da bolsa brasileira. O QR CME Bitcoin (QBTC11) – primeiro ETF da América Latina 100% focado na maior criptomoeda do mundo – já está captando recursos para estrear na B3. O período de reserva termina dia 18 de junho e o fundo estará disponível para qualquer investidor a partir do dia 23.

Gerido pela QR Asset Management, gestora do grupo GR Capital, o fundo de índice tem como base o “CME CF Bitcoin Reference Rate“, índice dos contratos futuros de bitcoin da principal bolsa de derivativos do mundo, a Chicago Mercantile Exchange (CME).

O QBTC11 estará disponível para investidores pessoas físicas não qualificados (aqueles com menos de R$ 1 milhão investidos) a partir de R$ 100 e com taxa de administração de 0,75% ao ano.

A oferta do fundo é coordenada pela Easynvest by Nubank, em conjunto com BTG Pactual, Órama, Vitreo, Modal Mais e Inter. A Vórtx é administradora da emissão.

Em abril, a B3 lançou o HASH11, primeiro ETF de criptomoedas do país, oferecido pela gestora Hashdex. A diferença é que, enquanto o QBTC11 investe apenas em bitcoin, o HASH11 tem na carteira uma cesta com vários criptoativos além deste, como ether, litecoin e stelar lumens.

Leia mais: